Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar fecha em queda, mas permanece acima de R$ 1,60

O dólar terminou o dia em queda ante o real, mas acima do patamar de R$ 1,60 pela quarta sessão consecutiva. No fechamento, o dólar comercial valia R$ 1,608, em baixa de 0,19%.

Agência Estado |

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista recuou 0,12%, cotado também a R$ 1,608. Nas quatro primeiras sessões de julho, a moeda americana subiu ante o real 0,69%. No ano, porém, as quedas apuradas estão em 9,41% (dólar comercial) e 9,52% (BM&F), sendo que a menor taxa registrada pelo dólar comercial neste ano até agora foi em 25 de junho, de R$ 1,591, que é o menor valor da moeda desde 20 de janeiro de 1999, de R$ 1,5735.

A moeda americana iniciou o dia em alta, por causa da continuidade do avanço do dólar nos mercados internacionais, com a queda do petróleo, e devido ao recuo das principais bolsas européias decorrente das preocupações com o setor bancário na região. Essa cautela foi realimentada pelo Goldman Sachs, que reduziu as estimativas de lucros de 40 bancos europeus até 2010. Além disso, o Goldman diz que as instituições terão de levantar US$ 94 bilhões em capital extra ou deixar de pagar dividendos durante um ano para fortalecerem seus balanços patrimoniais.

O avanço do dólar no começo da sessão acabou atraindo algumas ofertas da moeda por empresas exportadoras, que não encontraram demanda suficiente e levaram a uma inversão de sinal das cotações para queda, segundo um operador.

De fato, os volumes de negócios foram muito pequenos e também favoreceram o recuo das cotações. Muitas operações cambiais foram antecipadas para ontem, por causa da previsão da ausência hoje dos mercados norte-americanos em razão do feriado pelo Dia da Independência dos EUA.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG