Tamanho do texto

SÃO PAULO - O dólar fechou em leve alta de 0,13%nesta sexta-feira, devolvendo a forte alta de 4% exibida durante a manhã com uma entrada de recursos. A moeda norte-americana ficou cotada a R$ 2,363.

Logo nos primeiros negócios da sessão, o dólar chegou a saltar 4,24%. Mas parte da alta foi devolvida ainda de manhã, com o dólar desacelerando pelo fluxo de entrada de recursos no país.

"Teve mais entrada, um fluxo mais positivo", afirmou Luis Piason, gerente de operações de câmbio da corretora Concórdia.

Segundo Piason, com a diminuição das remessas de empresas para o exterior, o dólar tem conseguido se manter abaixo de R$ 2,50. "Houve uma alta muito exagerada na parte da manhã, que não é real, com um pouco de especulação, com um pouco de correção de ontem", disse.

Na véspera, as bolsas de valores norte-americanas pioraram fortemente após o fechamento do mercado cambial doméstico.

Bovespa

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) luta para seguir o sinal externo e reverter as perdas da abertura do pregão, mas a tendência ainda é negativa na Bolsa paulista. Por volta das 16h45, o Ibovespa, principal índice caía 1,56%, aos 38.918 pontos.

O economista-chefe da consultoria UpTrend, Jason Vieira, observa que a bolsa brasileira tentou acompanhar a melhora do mercado norte-americano, mas o fraco desempenho das commodities segura o índice em baixa.

Em Wall Street, os investidores revertem parte das apostas negativas do começo do pregão depois que o presidente George W. Bush anunciou a liberação de US$ 17,4 bilhões para as montadoras. Por volta das 16h45, Dow Jones subia 0,04% e o Nasdaq ganhava 0,9%.

(Com informações da Reuters e do Valor Online)