O dólar exibiu forte oscilação em relação ao real antes e depois da aprovação do pacote de resgate do setor financeiro pela Câmara dos Representantes dos EUA, hoje à tarde. No fechamento do mercado interbancário de câmbio, o dólar comercial foi negociado a R$ 2,044, o que significou uma valorização de 1,14% nesta sexta-feira.

É o valor mais elevado da taxa de câmbio desde 16 de agosto de 2007. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado nos contratos de liquidação à vista fechou em alta de 0,39% a R$ 2,038.

Segundo informações do mercado, o volume de negócios somava cerca de US$ 3 bilhões por volta das 16h40. Durante o dia, o dólar comercial oscilou entre a taxa mínima de R$ 1,998 e a máxima de R$ 2,062. A valorização acumulada em outubro alcança 7,47% e no ano, 15,15%. Hoje foi o terceiro dia seguido de valorização da moeda americana. O euro também subiu (1,11%) e fechou a R$ 2,826 no mercado interbancário.

A percepção dos investidores de que o pacote norte-americano pode evitar uma recessão profunda no país, mas não garante a rápida recuperação da atividade econômica foi a razão principal que induziu fortes ajustes de posições no fim da sessão, com queda das Bolsas em Wall Street e da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a alta do dólar, afirmou o operador de câmbio da Corretora Liquidez, Luiz Pizani. Segundo ele, "a dúvida é sobre o tempo que irá durar o cenário de recessão que parece estar se consolidando nos Estados Unidos e o mercado já cogita eventual corte de juro pelo Federal Reserve como forma de estimular a economia".

A decisão do Banco Central brasileiro de autorizar que bancos que adquirirem carteiras de crédito de outras instituições terão redução do depósito compulsório dos depósitos a prazo foi bem recebida pelo mercado, mas não deve ter efeito direto sobre a falta de linhas de financiamentos para exportação, porque essas operações são fechadas em dólar, explicou um operador de um grande banco nacional. A medida do BC libera até R$ 23,5 bilhões para o sistema de crédito. Não foram alteradas as alíquotas do recolhimento compulsório.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.