Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar fecha em alta de 1,16%; Bovespa aprofunda queda

O dólar subiu nesta quarta-feira, espelhando a aversão dos investidores ao risco, com preocupações sobre a gravidade da crise mundial e o ceticismo quanto aos esforços para frear a recessão.

Redação com agências |

 

A moeda americana fechou o dia em alta de 1,16%, cotada a R$ 2,352, maior cotação desde 21 de janeiro.

"Na verdade o que está acontecendo é uma forte aversão a risco, devido principalmente às últimas notícias relacionadas ao PIB de grandes economias", disse Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora de Câmbio.

"Essa aversão a risco faz com que as pessoas corram para um porto seguro, o dólar. Elas têm comprados ativos norte-americanos para se resguardarem --swap, títulos--, o que acaba impulsionando o dólar", explicou Galhardo.

Bovespa

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) oscilou bastante até o início da tarde, mas passou a ter queda. Por volta das 16h30, o Ibovespa recuava 1,26%, aos 39.346 pontos.

O movimento também é de queda em Nova York onde, no mesmo horário, Nasdaq caía 0,31% e Dow Jones perdia 0,37%.

No lado econômico, os agentes ainda precisam avaliar mais um dado negativo da produção industrial americana ¿ a baixa foi de 1,8% em janeiro¿, além de construção de novas moradias e o índice de preços de importação.

As montadoras, grande fonte de incerteza no pregão de ontem, permanecem no foco, depois que General Motors e Chrysler entregaram seus planos de reestruturação ao governo dos EUA.

(Com informações do Valor Online e Reuters)

Leia mais sobre: Bolsa e dólar

Leia tudo sobre: bovespadolar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG