Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar dispara, em meio à aversão ao risco

O dólar opera em forte alta em relação o real hoje, mostrando a tensão dos investidores em relação ao cenário internacional. Por volta das 12h10 (de Brasília), o dólar comercial subia 3,72%, a R$ 1,922, após disparar 4,37%, a R$ 1,934, na cotação máxima do dia até o momento.

Agência Estado |

Especialistas afirmam que o mercado não esperava a piora da situação externa durante o fim de semana, com o surgimento de novos e graves problemas no sistema financeiro europeu. Ao contrário disso, encerraram os negócios na última sexta-feira (dia 26) bastante temerosos, mas na expectativa de que se chegasse a um acordo para o pacote do Tesouro dos Estados Unidos, de US$ 700 bilhões, e permitisse um alívio aos negócios.

Hoje, no entanto, as informações surgidas da Europa e o pacote dos EUA ainda em promessa, resultam em estresse ao mercado doméstico de câmbio desde cedo. A perspectiva é de que haja fluxo negativo de recursos. E faltam dólares. "Os bancos estrangeiros estão parados, falta crédito em dólares para os bancos nacionais e os compromissos externos têm de ser honrados. O dólar sobe", diz um especialista, acrescentando que os recentes leilões de venda de dólares do Banco Central, somando U$ 1 bilhão, deram alívio à liquidez estreita, mas "a situação é complicada e imprevisível". A expectativa é de que além de trajetória de alta, as cotações do dólar sigam mostrando forte volatilidade.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG