Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar comercial fecha em alta pelo 3º dia, a R$ 2,319

O dólar comercial reduziu boa parte da alta apresentada na abertura dos negócios hoje e fechou com ganhos de 0,22% em relação ao real, após subir quase 3%, na máxima do dia. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista inverteu o sinal e encerrou em baixa, de 0,69%, na cotação mínima do dia.

Agência Estado |

Em ambos os mercados, a moeda norte-americana terminou hoje cotada a R$ 2,319. O volume financeiro total à vista somou aproximadamente US$ 1,53 bilhão.

Novos dados ruins sobre a atividade industrial na China, nos 15 países europeus da zona do euro e nos Estados Unidos confirmaram os sinais de contínua desaceleração global e adicionaram aversão ao risco nos mercados hoje. Diante do ambiente econômico externo desalentador, que amplia as expectativas de nova rodada de cortes de juros pelo mundo todo este mês, os investidores reduziram posições em ações e em matérias-primas (commodities), como o petróleo, e buscaram proteção no dólar, que operou em alta no mercado internacional de moedas.

No Brasil, o dólar operou em terreno positivo quase até o fim da sessão, quando um fluxo de entrada de recursos direcionado ao mercado de derivativos cambiais na BM&F trouxe alívio às cotações futuras e levou o dólar à vista a zerar os ganhos e a fechar em baixa. Contudo, no mercado interbancário, o dólar comercial apenas reduziu os ganhos da sessão, persistindo em alta pela terceira sessão consecutiva.

"A volatilidade atual é derivada do exterior e reflete um ambiente de aversão ao risco. Por isso, a perspectiva é de um dólar para cima, principalmente porque a previsão para 2009 é de um ano difícil", avaliou o especialista.

Hoje, o Banco Central não fez nenhum atuação no mercado cambial. Foi a primeira vez desde 6 de outubro - com exceção de 20 de novembro, que foi feriado municipal em São Paulo - que a autoridade monetária não fez uma oferta diária de swap cambial tradicional. A autoridade também não realizou operação de venda direta de moeda hoje, apesar da alta das cotações durante a maior parte da sessão. Segundo um operador, o BC sabia que haveria fluxo cambial favorável à tarde.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG