Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar comercial abre em alta de 0,39% a R$ 1,821

O dólar comercial abriu em alta hoje, de 0,39%, cotado a R$ 1,821 no mercado interbancário de câmbio e, instantes após a abertura, ampliava os ganhos para 0,88%, a R$ 1,83, na taxa máxima do dia. Ontem, a moeda americana fechou em alta de 1,85%, a R$ 1,814.

Agência Estado |

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista era negociado em forte alta, de 1,55%, a R$ 1,835, na taxa máxima do dia até as 10h10 (de Brasília), após abertura em alta de 0,61%, a R$ 1,818.

A onda de sistematização da aversão ao risco deve continuar a pressionar o real na manhã de hoje, mas o dia reserva vários eventos cruciais para direcionar o rumo do mercado cambial e dos demais ativos. Os principais são as negociações para tentar salvar a seguradora americana AIG e a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), com anúncio previsto para as 15h15 (de Brasília).

A incerteza sobre o futuro da seguradora arranhava ainda mais a confiança e elevava os prêmios de riscos. Esse ambiente antecede a decisão do Fed sobre a taxa básica de juros americana, atualmente em 2% ao ano. Embora economistas projetem manutenção da taxa, agentes do mercado ampliaram a aposta de que a autoridade monetária possa optar por um corte de 0,25 ponto porcentual na taxa.

As matérias-primas (commodities) em baixa no mercado internacional, onde o dólar cede ante o iene, em uma clara evidência de baixa disposição ao risco, fazem o amálgama para o real voltar a encontrar nova trajetória de queda hoje. "A abertura deve ser ruim para o real, mas a moeda pode voltar a amenizar a queda como ontem", previu um operador.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG