Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar comercial abre em alta de 0,13% a R$ 1,564

O dólar comercial abriu em alta de 0,13%, cotado a R$ 1,564 no mercado interbancário de câmbio. Instantes após a abertura, às 10h02, a moeda americana reduziu parte dos ganhos e subia 0,06%, a R$ 1,563, na taxa mínima do dia até o momento.

Agência Estado |

No mesmo horário, na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar à vista caía 0,03%, a R$ 1,562, também na taxa mínima do dia. Ontem, o dólar comercial fechou estável a R$ 1,562.

O mercado doméstico de câmbio inicia o dia com dúvidas. Lá fora, a agenda cheia de dados relevantes, com destaque para o relatório do mercado de trabalho nos Estados Unidos, inspira cautela. Por aqui, passado o movimento em torno do vencimento dos contratos futuros de agosto e da formação da Ptax (taxa de câmbio de referência do Banco Central), o fluxo deve voltar a ser o farol mais importante dos negócios.

Lá fora, os dados anunciados há pouco pelo Departamento do Trabalho americano confirmou as previsões dos analistas, que esperavam um nova queda no número de vagas de trabalho nos EUA. Pelo sétimo mês consecutivo, a economia americana reduziu o número de postos de emprego, em 51 mil em julho, superando, no ano, 350 mil postos de trabalho cortados. A taxa de desemprego no mês passado ficou em 5,7% no mês passado, o maior nível desde março de 2004.

Nesta manhã, além dos temores em relação ao resultado do mercado de trabalho nos EUA, os investidores também reagem ao resultado negativo da montadora americana General Motors (GM) no segundo trimestre deste ano, que registrou prejuízo de US$ 15,5 bilhões no período.

Pela frente, o mercado ainda tem os dados da balança comercial brasileira em julho, que serão anunciados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) às 11 horas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG