Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar cai 0,80% e encerra o dia cotado a R$ 2,352

O dólar caiu ante o real hoje em meio a um fluxo cambial aparentemente equilibrado, a venda pelo Banco Central de cerca de US$ 300 milhões no mercado à vista e um movimento de alguns investidores com o objetivo de enfraquecer a taxa ptax (média) do dia, disseram operadores de câmbio de bancos e corretoras. A valorização do real também acompanhou a recuperação de perdas recentes de moedas de alguns países emergentes, como o Chile e o México.

Agência Estado |

O dólar comercial caiu 0,80%, para R$ 2,352. Na BM&F, o dólar negociado à vista recuou 0,82%, a R$ 2,3515. O giro financeiro total aumentou 43%, para cerca de US$ 2,331 bilhões. Tesourarias de bancos que teriam sido titulares de um fluxo financeiro positivo, segundo um profissional, operaram na venda no mercado futuro com vistas à queda do dólar no mercado à vista e da taxa ptax.

Quanto à decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central, hoje, sobre o corte da taxa Selic, os investidores de câmbio consultados consideram a possibilidade de alguma reação amanhã apenas se o tamanho da redução for diferente da expectativa de 0,75 ponto e 1 ponto porcentual, precificada pelo mercado de juros futuros.

Contudo, para um operador de uma corretora em São Paulo, o placar da decisão e o comunicado do Copom também devem pesar em eventual ajuste do mercado nesta quinta-feira, uma vez que poderão guiar as projeções das instituições financeiras sobre a extensão e intensidade do ciclo de flexibilização total neste ano.

No mercado à vista, O BC voltou a realizar dois leilões. Fez a terceira tranche de rolagem do vencimento de US$ 10,2 bilhões em swaps cambiais em 2/2/2009 e vendeu 37.230 contratos (de uma oferta de até 50.000 contratos), equivalentes a US$ 1,849 bilhão. Até agora, foram renovados US$ 6,824 bilhões do vencimento total de 2/2/09, equivalentes a 67%.

No leilão de venda à vista a taxa de corte ficou em R$ 2,3516.

No exterior, a moeda norte-americana também caiu em relação a algumas divisas de países emergentes, como os pesos mexicano e chileno, que recuperaram parte de perdas recentes, mas subiu ante o euro e a libra esterlina. O dólar caiu no fechamento para 623,20 pesos chilenos, de 626,30 pesos chilenos ontem. Às 17h09, a moeda norte-americana recuava a 13,8870 pesos mexicanos, de 13,9875 pesos mexicanos.

Em relação às moedas europeias, a libra esterlina caiu nesta quarta-feira para o nível mais baixo ante o dólar desde setembro de 1985, em meio às vendas de moedas de maior risco. A libra tem sofrido intensa pressão de venda desde segunda-feira diante da descrença dos analistas em relação ao pacote de socorro a bancos anunciado pelo governo do Reino Unido. O aumento dos pedidos de auxílio-desemprego no Reino Unido pelo 11º mês seguido em dezembro de 2008 e expectativas de que esses pedidos deverão aumentar ainda mais, de acordo com economistas, pesaram contra a libra. Às 17h16 (de Brasília), a libra operava a US$ 1,37325, ante US$ 1,3932 ontem.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG