F - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar abre em baixa, negociado a R$ 2,395 na BM F

O tom é de cautela no exterior, onde as maiores atenções recaem, ainda, sobre a aprovação ou não do pacote de auxílio do governo norte-americano às montadoras daquele país. Ontem a Câmara aprovou um empréstimo de US$ 14 bilhões, mas a matéria terá de passar no Senado americano, onde há resistências.

Agência Estado |

O euro sobe acima de US$ 1,31 e tende a dar fôlego a outras moedas, como o real, que tem tido a divisa européia como uma de suas bússolas.

No primeiro negócio fechado nesta manhã de câmbio à vista na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar foi cotado a R$ 2,396, em baixa de 1,39% em relação à taxa do final da sessão de ontem. Às 10 horas, o dólar era negociado em baixa de 1,44%, a R$ 2,395. Ontem a moeda americana fechou em baixa de 1,66% na BM&F, a R$ 2,43. No mercado interbancário de câmbio, até as 10h05 não havia registro de negociação hoje.

Quanto ao fluxo, ontem teria havido uma saída expressiva e, ainda assim, o dólar chegou ao final da sessão em queda. O Banco Central continua sendo o principal provedor de liquidez em moeda estrangeira ao sistema. Abastecendo parte da saída, ontem a autoridade monetária vendeu US$ 380 milhões no mercado à vista, segundo cálculos do mercado. No mês até ontem, as vendas já ultrapassariam US$ 2,3 bilhões. E as reservas internacionais chegaram a US$ 206,122 bilhões na terça-feira, segundo dados divulgados ontem pelo BC.

Além do BC, o saldo do comércio exterior recompõe-se aos poucos e pode amenizar o impacto das saídas. Os números do fluxo cambial da primeira semana de dezembro mostraram saldo líquido positivo de US$ 7 milhões, resultado de saídas financeiras de US$ 1,081 bilhão, compensadas pelo segmento comercial, que teve entrada US$ 1,088 bilhão. Embora ainda não tenha retomado os níveis de setembro, o crédito aos exportadores dá sinal de recuperação. A média diária na concessão de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC) somou US$ 224,43 milhões na primeira semana de dezembro, resultado 20,78% maior que a média verificada em novembro (US$ 184,16 milhões) e 38,45% superior à vista em outubro (US$ 160,67 milhões). Em relação à média diária de setembro (US$ 238,84 milhões), o dado da primeira semana deste mês ainda é 6,87% menor.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG