Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar abre em baixa, negociado a R$ 2,188

O dólar comercial iniciou as negociações hoje no mercado interbancário de câmbio cotado a R$ 2,22, baixa de 1,55% em relação ao final dos negócios ontem à tarde. Às 10h30, ampliava a queda a 2,97%, negociado a R$ 2,188.

Agência Estado |

Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar era negociado a R$ 2,1905, recuo de 2,83%, nos contratos de liquidação à vista.

A realocação de recursos dos fundos, típica de início de ano, dá fôlego a vários ativos no exterior. Ontem, pelo segundo pregão consecutivo, esse movimento amparou a alta do índice Bovespa, que soma valorização superior a 10% no ano, e respingou no câmbio, levando ao recuo do dólar, a despeito da alta que a moeda conseguiu no exterior. Esta manhã, a divisa dos EUA segue sua trajetória de fortalecimento frente ao euro e ao iene. Mas por aqui, tudo indica que a direção das cotações dependerá mais do apetite dos investidores estrangeiros em retomar as aplicações em Brasil, como ocorreu na última sexta-feira e ontem. E, a julgar pelas primeiras ordens dadas no mercado futuro, as entradas tendem a continuar, resultando em elevação do real.

Vale ressaltar que, no mercado à vista de câmbio, o volume de negócios tem sido pífio. O ritmo do comércio exterior e das entradas e saídas financeiras efetivas continua lento, ainda em decorrência do final do ano e das férias. Isso deixa, mais do que nunca, o mercado futuro livre para formar a taxa de câmbio. E não deve ser o noticiário a principal fonte a alimentar o vaivém dos negócios, embora no exterior saiam dados importantes.

A realocação de recursos está longe de sinalizar qualquer mudança nas avaliações para a economia de 2009, que fizeram 2008 encerrar de forma desanimadora. O movimento é necessário, faz parte da rotina dos fundos e traz fôlego aos negócios, mas tende a ser limitado pelas perspectivas e pela inequívoca redução da liquidez internacional.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG