Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dois piratas e 1 soldado morrem após ataque militar a embarcação seqüestrada

Mogadíscio, 12 out (EFE).- Dois piratas e um soldado morreram hoje depois que o Exército da região semi-autônoma de Puntlândia atacou uma embarcação somali seqüestrada na quinta-feira passada, informaram fontes oficiais.

EFE |

O comandante geral das forças de Puntlândia, Hassan Said, disse à Agência Efe que receberam a permissão do proprietário da embarcação para atacar os piratas e libertar o navio à força.

"Os números que temos são dois piratas e um soldado mortos", disse Said, que especificou que a embarcação, que transportava 70 toneladas de cimento, continua cercada, e pretendem acabar com a operação nas próximas doze horas.

O confronto começou quando os soldados exigiram aos piratas que parassem a embarcação, que se dirigia a Haradhere, a mais de 400 quilômetros de Mogadíscio, e acabou sendo cercado quando estava perto da localidade de Handho.

Um pescador da região, Ahmed Sheikh Yassin, disse à Agência Efe por telefone que observou que três navios do Exército, cada um deles com cerca de 30 soldados a bordo, cercavam o navio seqüestrado.

"Segundo iam se aproximando os soldados, os piratas abriram fogo", disse Yassin.

"Parece que o enfrentamento se alongará, porque os piratas não dão senhas de estar dispostos a se render", acrescentou.

Os piratas a bordo da embarcação se negaram a fazer nenhum tipo de declaração sobre a informação oferecida pelo comandante geral das forças de Puntlândia.

Os piratas somalis já atacaram mais de 70 embarcações neste ano, seqüestraram cerca de 40 e retêm sob sua custódia aproximadamente 12, entre elas a embarcação ucraniana "Faina", que transportava armas no momento do seqüestro e que permanece cercado por forças da Marinha dos Estados Unidos. EFE aa/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG