Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dívida pública interna em títulos sobe 1,71% em maio e soma R$ 1,239 trilhão

BRASÍLIA - O estoque da dívida pública mobiliária federal interna (DPMFI) aumentou 1,71% em maio, para R$ 1,239 trilhão, depois de ficar em R$ 1,218 trilhão em abril. Os dados constam de relatório do Tesouro Nacional divulgado há pouco pela internet, com atraso, em função da greve de funcionários da secretaria no mês passado.

Valor Online |

A elevação se deve à emissão líquida de títulos da dívida no valor de R$ 8,5 bilhões, acrescida da apropriação de juros mensais em R$ 12,393 bilhões.

Considerando as operações de swap cambial, a parcela da dívida atrelada à taxa pós-fixada Selic somou R$ 475,42 bilhões em maio, ou 38,35% do total do endividamento. Esse percentual é ligeiramente inferior ao do mês anterior, quando as dívidas corrigidas pela Selic representavam 38,41% do total.

Os papéis prefixados passaram do equivalente a 34% para 34,3%, correspondendo a R$ 425,25 bilhões. A parcela de títulos públicos federais atrelada a índices de preços verificou pequeno decréscimo na composição do total, saindo de 27,63% em abril para 27,37%, ou R$ 339,27 bilhões, em maio.

Pelos dados do Tesouro, o governo encerrou o mês passado credor em dólar, no equivalente a R$ 25,71 bilhões, com a posição ativa dessa fatia equivalente a 2,07% do estoque da dívida mobiliária federal interna em maio. No mês anterior, essa participação era de 2,17%.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG