Londres - O Reino Unido encerrou o mês de fevereiro com uma dívida pública de 12,4 bilhões de libras (13,870 bilhões de euros), quase o triplo da registrada em janeiro (4,3 bilhões de libras/4,808 bilhões de euros), embora a soma seja inferior à calculada pelos analistas.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561820758&_c_=MiGComponente_C

Segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira pelo Escritório Nacional de Estatística (ONS, na sigla em inglês), o acumulado da dívida pública no atual ano fiscal, que termina este mês, chega a 131,9 bilhões de libras (147,544 bilhões de euros).

As previsões do Governo indicam que, até o fim de março, o Estado acumulará uma dívida de 178 bilhões de libras (198,981 bilhões de euro), equivalente a 12,6% do PIB.

O déficit de fevereiro só não foi tão alto como os analistas temiam devido ao avanço da arrecadação fiscal, que foi de 3,6% no mês passado, a maior alta desde abril de 2008.

A arrecadação tributária no Reino Unido em fevereiro foi de 42,6 bilhões de libras (47,579 bilhões de euros). Esse volume está relacionado a uma leve melhora na atividade econômica e ao aumento do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), cuja alíquota, depois de quase um ano, subiu em janeiro de 15% para 17,5%.

Leia mais sobre: Reino Unido

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.