No acumulado de janeiro a junho, remessas de lucros e dividendos cresceram 37,8% em comparação com o mesmo período de 2009

selo

A dívida externa brasileira subiu em junho para US$ 225,172 bilhões, cerca de R$ 398,5 bilhões, conforme estimativas divulgadas hoje pelo Banco Central (BC). Em maio, o BC estimava a dívida brasileira com o exterior em US$ 218,329 bilhões, cerca de. Em março, último dado fechado pela autoridade monetária, a dívida externa somou US$ 211,532 bilhões, cerca de R$ 374,4 billhões.

Em junho, a dívida de curto prazo foi de US$ 42,170 bilhões, ante US$ 37,359 bilhões em maio. Já a dívida de médio e longo prazos atingiu no mês passado US$ 183,002 bilhões, ante US$ 180,971 bilhões em maio.

Lucros e dividendos

As remessas de lucros e dividendos, por sua vez, somaram em junho US$ 4,156 bilhões, de acordo com o BC. No mesmo mês do ano passado, essa conta registrou saída líquida de US$ 3,028 bilhões. No acumulado de janeiro a junho deste ano, as remessas somam US$ 14,967 bilhões, um montante 37,8% maior que o verificado no mesmo período de 2009.

Já os gastos com juros no mês passado somaram US$ 728 milhões, ante os US$ 551 milhões de junho do ano passado. Nos primeiros seis meses de 2010, a conta de juros registra despesas de US$ 4,687 bilhões, montante 14,06% maior que os US$ 4,109 bilhões de janeiro a junho de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.