Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dívida externa da China cresce para US$ 513,8 bilhões

Alta foi de 15,9% no segundo trimestre do ano; em março, endividamento externo chinês era de US$ 443,2 bilhões

AE |

selo

A dívida externa da China cresceu 15,9% no segundo trimestre, para US$ 513,81 bilhões no final de junho, com aumento da parcela de títulos de vencimento no curto prazo, graças ao crescimento acelerado de empréstimos ligados ao comércio internacional, segundo informou a Administração Estatal de Comércio Exterior neste sábado. No final de março, o endividamento externo chinês era de US$ 443,2 bilhões.

Os papéis de dívida de curto prazo respondiam por 66,9%, ou US$ 343,79 bilhões, do total da dívida externa do país no final de junho. Em março, esse porcentual era de 62,3% ou o equivalente a US$ 276,2 bilhões. A Administração Estatal de Comércio Exterior informou que o aumento do endividamento de curto prazo está associado ao crescimento forte do comércio internacional da China nos últimos anos.

O crédito comercial - relacionado, principalmente, ao crédito ou obrigações geradas durante acordos comerciais com outros países e empréstimos de bancos para financiamento de exportações ou importações - respondiam por 78,6% do total da dívida de curto prazo no final de junho.

Do total da dívida externa chinesa, 72,1% refere-se a títulos denominados em dólar, um crescimento de 2,1% em relação ao final de março. Outros 10,11% dos títulos de dívida externa da China estavam denominados em ienes e 4,51%, em euros. As informações são da "Dow Jones".

Leia tudo sobre: ECONOMICOECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG