Em consequência do terremoto de 8,8 graus na escala Richter registrado no Chile no fim de fevereiro, o sistema de energia elétrica do país deverá ficar instável por cerca de seis meses. O anúncio foi feito pelo presidente Sebastián Piñera depois de um apagão no domingo ter deixado 90% da população sem luz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.