A Anheuser-Busch entrou ontem com uma ação judicial contra a InBev, alegando que a proposta de compra feita pela cervejaria belgo-brasileira é ilegal e que a oferta de US$ 65 por ação é um preço de pechincha. No processo, aberto na Corte Distrital de St.

Louis, a Anheuser-Busch acusa a InBev de tentar, por meio de "conduta enganosa", assumir o seu controle.

A Anheuser-Busch queixa-se de que a InBev fez "numerosos comunicados falsos e enganosos" com a oferta, particularmente em relação ao financiamento. Dada a condição atual dos mercados de crédito, diz a ação judicial, "nenhum grupo de financiadores concordaria incondicionalmente em emprestar à InBev os US$ 40 bilhões de que ela necessitará".

A InBev pediu formalmente ontem que a Anheuser fixe uma data de registro para determinar quais acionistas terão consentimento para responder à solicitação feita pela belgo-brasileira. De acordo com um documento submetido à Securities and Exchange Commission (SEC), a InBev pretende pedir consentimentos por escrito dos acionistas para, entre outras coisas, destituir os atuais conselheiros da Anheuser e eleger seus próprios indicados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.