As discussões sobre salvaguardas continuam sendo realizadas em nível técnico na Organização Mundial do Comércio (OMC), depois que a atual etapa de negociações em Genebra para tentar salvar a Rodada Doha fracassou na terça-feira passada, afirmou hoje o diretor-geral da OMC, Pascal Lamy. Uma fonte próxima da OMC afirmou que encontros mais amplos sobre questões relacionadas à agricultura e acesso ao mercado para produtos não agrícolas podem ser retomados no outono (no Hemisfério Norte), depois de 15 de setembro.

Segundo Lamy, é necessário superar a questão técnica das salvaguardas. O principal motivo da ruína das negociações foi a relutância da Índia e da China em aceitar a abertura de seus mercados agrícolas. A Índia insistiu até o fim das discussões que precisava de um mecanismo que permitisse que novas barreiras fossem estabelecidas caso houvesse um surto de importação de alimentos. Lamy, que dentro de uma semana visitará a Índia e talvez os Estados Unidos, afirmou que os países que fazem parte da OMC não podem "jogar a toalha".

Seus comentários ocorrem em um cenário de incertezas sobre as implicações do colapso das negociações e sobre o que ocorrerá agora com os acordos de comércio global e entre países. "Parece praticamente impossível concluir as negociações antes do fim do ano. A idéia é continuar avançando para que possamos apresentar um pacote para a nova administração dos Estados Unidos e para a Índia após a eleição presidencial norte-americana", afirmou uma autoridade da OMC. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.