BRASÍLIA - O início de discussões mais detalhadas sobre as reivindicações paraguaias a respeito do Tratado da Usina Binacional de Itaipu devem ser iniciadas ainda este mês, com a visita do presidente Fernando Lugo ao Brasil. Foi o que afirmou nesta sexta-feira o chanceler do Paraguai, Alejandro Hamed Franco, durante coletiva concedida depois de uma reunião com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim.

De acordo com os dois chanceleres, Lugo aceitou o convite para visitar o país e deve vir no próximo dia 17. Será o momento provavelmente de instalar a mesa que vai tratar especificamente deste tema e em grande medida isso vai contar com a supervisão de técnicos do Ministério das Relações Exteriores do meu país, disse Franco.

Amorim evitou tocar em detalhes de uma possível negociação sobre o valor pago pelo Brasil ao Paraguai em troca da energia cedida pela país vizinho. O ministro voltou a afirmar que o governo brasileiro está disposto a escutar idéias, discutir e conversar sobre formas pelas quais o Paraguai possa se sentir adequadamente compensado pela utilização de um recurso natural compartilhado entre Brasil e o Paraguai, de uma usina binacional .

O Brasil pode ajudar muito, sim, o Paraguai com questões que dizem respeito, por exemplo, a uma melhor utilização da própria energia elétrica, utilização não só urbana, mas industrial, destacou, informando que na última quarta-feira (3) foi concluído o estudo de viabilidade de instalação de uma linha de transmissão de energia de Itaipu a Assunção, capital paraguaia, feito a pedido do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Continua sendo nosso firme propósito financiar essa linha de transmissão, assinalou Amorim.

Ele também garantiu que o governo brasileiro vê como positivos projetos de investimentos, inclusive industrial e agroindustrial. O ministro não descarta a possibilidade de financiamento oficial brasileiro.

O chanceler disse que vê, nos industriais brasileiros, interesse de investir no país vizinho e ressaltou a disposição do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em receber Fernando Lugo.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.