SÃO PAULO - O diretor financeiro da General Motors, Chris Liddell, disse que a montadora pode encerrar 2010 com lucro. Ele também afirmou que é possível que, no segundo semestre, a GM realize uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês).

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561800257&_c_=MiGComponente_C

Caso tenha lucro este ano, a companhia encerrará um período de cinco anos de prejuízos. No ano passado, a GM recebeu US$ 52 bilhões de ajuda governamental.

Liddell disse que gostaria de devolver US$ 6,7 bilhões referentes a um empréstimo do governo americano - atualmente o principal acionista da montadora, com 61% de participação - antes de junho.

Na semana passada, a montadora pagou US$ 1 bilhão dessa quantia e também começou a pagar um empréstimo menor que recebeu do Canadá.

Liddell, que assumiu o cargo em 1º de janeiro, depois de deixar a Microsoft em novembro, também disse que a montadora está "obtendo dinheiro" na China e no Brasil, que está "tudo bem" na América do Norte, mas, na Europa, tem tido dificuldade.

Em fevereiro, a General Motors produziu 141.951 veículos nos Estados Unidos, 11,5% a mais do que no mesmo mês do ano passado. As vendas apenas da marca GM no país - excluindo outras marcas produzidas pela companhia como Pontiac, Hummer, Saab e Saturn - avançaram 32%, para 99.999 automóveis e caminhões.

Leia mais sobre GM

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.