SÃO PAULO - A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou hoje que haverá uma redução do investimento estrangeiro direto em 2009, mas que essa diminuição não será dramática como se viu no passado. O Brasil tem grandes oportunidades rentáveis de investimento. Haverá um deslocamento de busca para projetos que sejam estáveis e de grande rentabilidade, afirmou.

Dilma também disse que balança de transações correntes do país terá "menos pressões". Segundo ela, com a desaceleração da economia internacional, é natural que as importações, que vinham pressionando a balança comercial, percam força. A ministra disse ainda que haverá uma diminuição das viagens internacionais e de remessas de lucros e dividendos, algo que, segundo ela, já ocorre "de forma radical" neste final de ano.

Ainda na avaliação da ministra, a diminuição da conta de juros, permitida pela melhoria do perfil de endividamento externo e pelo fato de o Brasil ter se tornado credor líquido em dólares, também dará melhor equilíbrio para o balanço de pagamentos.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.