A crise financeira não conseguiu frear o consumismo dos americanos, que gastaram no primeiro dia de liquidação pós Dia de Ação de Graças US$ 10,6 bilhões, um aumento de 3% em relação ao ano passado. Para analistas, o resultado foi positivo, considerando as turbulências econômicas e a tradicional a fraqueza no consumo em um ano eleitoral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.