Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

DHL cortará 9,5 mil empregos e revê operações nos EUA

SÃO PAULO - A companhia de serviços de entregas DHL eliminará 9,5 mil vagas e descontinuará suas operações em terra e ar nos Estados Unidos. A empresa comentou, no entanto, que a DHL Express seguirá operando entre os Estados Unidos e outros países.

Valor Online |

O grupo se retirará dos serviços expressos em solo e ar nos EUA em 30 de janeiro do próximo ano a fim de "minimizar incertezas futuras". Em nota, a DHL avisou que a nova rodada de corte de pessoal se soma àquela comunicada no início do ano. Atribuiu a iniciativa a fortes perdas em sua unidade, que concorre com a UPS e a FedEx.

"Este é o movimento certo para nossas operações Express dos EUA dado o atual clima econômico. Quando olhamos para eficiências no mercado Express dos EUA, decidimos focar no que fazemos melhor como empresa e isto é o embarque internacional", sustentou o executivo-chefe global da DHL Express, John Mullen.

Ele acrescentou que a companhia permanece comprometida em oferecer serviços internacionais e que os Estados Unidos seguem como parte integral de sua rede global, lembrando que quase metade de seus 200 principais clientes se encontram no território americano, entre outros pontos.

Em sua mudança estratégica, a DHL Express fechará todos os centros de distribuição em terra nos EUA e reduzirá o número de lojas de 412 para 103. Com isso, os custos operacionais das atividades da companhia nos Estados Unidos devem cair de US$ 5,4 bilhões para menos de US$ 1 bilhão.

As informações são da DHL e agências internacionais.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG