Tamanho do texto

BRASÍLIA - A Câmara Legislativa do Distrito Federal (DF) recebeu hoje dez candidaturas para eleição indireta de governador e vice distrital, que terão mandato até o dia 31 de dezembro. O prazo se encerrou às 18h desta quarta-feira.

BRASÍLIA - A Câmara Legislativa do Distrito Federal (DF) recebeu hoje dez candidaturas para eleição indireta de governador e vice distrital, que terão mandato até o dia 31 de dezembro. O prazo se encerrou às 18h desta quarta-feira. Entre os candidatos, está Wilson Lima (PR), ex-presidente da Câmara Legislativa, que assumiu o governo local desde o afastamento de José Roberto Arruda (sem partido), preso por tentativa de suborno de uma testemunha do suposto esquema de corrupção no DF. Arruda teve o mandato cassado por infidelidade partidária. O vice Paulo Octávio renunciou ao cargo. Arruda e Octávio são acusados de envolvimento no esquema de pagamento de propina investigado pela Polícia Federal. O vice de Lima é Jucivaldo Salazar. O PT apresentou a candidatura do ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Ibañez Ruiz e do sindicalista Cícero Rola como vice-governador. O candidato do PV é o administrador de empresas Nilton Reis. Os outros candidatos para o governo local são Newton de Carvalho (PSL), José Messias (PCdoB), Virgílio Macedo (PSDC), Luiz Filipe Coelho (PTB), Aguinaldo Silva (PRB), José Pereira (PRTB), Rogério Rosso (PMDB). O Democratas (DEM), partido ao qual Arruda era filiado, não apresentou candidato. O suplente de deputado federal Osório Adriano desistiu de disputar o mandato-tampão. Em comunicado à Executiva da legenda, ele justificou a desistência para atender membros do partido. "O ato de grandeza do deputado foi reconhecido por todos os presentes, que enalteceram a sua trajetória política como deputado federal e a sua contribuição partidária à história do Democratas e do então PFL", diz comunicado no site do partido. A Mesa Diretora da Câmara vai analisar amanhã se as candidaturas cumprem os requisitos previstos em lei. A eleição indireta está marcada para o dia 17 de abril. O novo governador será escolhido pelos 23 deputados distritais. (Agência Brasil)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.