Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dexia já usou metade das garantias estatais

Bruxelas, 7 fev (EFE).- O grupo bancário franco-belga Dexia já utilizou a metade dos 150 bilhões de euros em conceito de garantias concedidas em outubro do ano passado por Bélgica, França e Luxemburgo para salvá-lo da quebra, afirma hoje a imprensa belga.

EFE |

A imprensa afirma que o Dexia já usou cerca de 75 bilhões de euros da quantia total garantida pelo Banco Central da Bélgica.

O Estado belga tinha oferecido 90,75 bilhões de euros; a França, 54,750 bilhões de euros, e Luxemburgo, 4,5 bilhões de euros.

Em 9 de outubro, esses três países definiram um mecanismo conjunto de garantias - coberto em 65% pelo Estado belga, em 36,5% pelo francês e em 3% pelo luxemburguês - para facilitar o acesso do Dexia aos produtos de financiamento.

A Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia) aprovou, em novembro, o resgate da entidade, ao considerar que era compatível com a norma comunitária e necessário para evitar "uma grave perturbação" da economia belga.

Em setembro, o Conselho de Administração do Dexia já tinha determinado uma ampliação de capital de quase 6,4 bilhões de euros assinada pelos investidores da Bélgica e da França, à razão de 3 bilhões de euros cada, e de Luxemburgo, que ofereceram 376 milhões de euros, com o objetivo de resistir ao impacto da crise financeira.

EFE rja/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG