Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Deutsche Post cortará 14.900 postos de trabalho nos EUA

Frankfurt (Alemanha), 10 nov (EFE).- A companhia postal alemã Deutsche Post pretende cortar 14.

EFE |

900 empregos em suas deficitárias atividades de mensagens rápidas nos Estados Unidos e encerrá-las delas até o final de janeiro de 2009, informou hoje a empresa.

A Deutsche Post aumentou o lucro líquido de suas atividades contínuas (sem Postbank) em 28,7% nos nove primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2007, chegando a 1,46 bilhões de euros (US$ 1,869 bilhões).

Além disso, o faturamento bruto melhorou em 2,3% entre janeiro e setembro, em relação aos nove primeiros meses de 2007, batendo 40,454 bilhões de euro (US$ 52,185 bilhões).

A Deutsche Post disse que 70% deste volume de negócios foram alcançados fora da Alemanha Apesar de querer encerrar o serviço de postagens rápidas nos Estados Unidos, a empresa prevê manter as mensagens internacionais neste país.

Com as medidas aprovadas para a mensagens rápidas nos EUA -DHL Express-, a Deutsche Post prevê reduzir os custos em 4,2 bilhões de euros (US$ 5,4 bilhões) atuais a 770 milhões de euros (US$ 1 bilhão).

A Deutsche Post já havia anunciado um corte destas atividades nos Estados Unidos de 9.500 empregos aos que agora se somam outros 5.400.

A reestruturação custará à Deutsche Post cerca de 3 bilhões de euros (US$ 3,9 bilhões) nos próximos dois anos e se contabilizará principalmente ainda em 2008.

A Deutsche Post melhorou em 27% seu ganho operacional nos nove primeiros meses de 2008, contra o montante do ano anterior, chegando a 2,1 bilhões de euros (US$ 2,688 bilhões), pela devolução de 572 milhões de euros (US$ 738 milhões) em conceito de subvenções do Governo alemão.

No início de setembro, o primeiro banco alemão em ativos, Deutsche Bank, comprou uma participação de quase 30% do Postbank para fortalecer sua divisão de bancos no varejo, em uma operação que supõe um novo grande passo no fechamento da consolidação dos bancos privados da Alemanha.

No primeiro semestre, a Deutsche Post sofreu uma queda de ganho pelas depreciações do Postbank.

A Deutsche Post ampliou em 2005 os serviços postais alemães, que agora também oferecem serviços de logística e de correio rápido, com a aquisição de empresas como DHL Worldwide Express e Exel Plc.

As ações de Deutsche Post subiam 8,8% por volta das 11h10 (horário de Brasília), chegando a 10,18 euros. EFE aia/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG