Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Deutsche Bank reitera que não recorrerá a fundo estatal

Berlim, 2 nov (EFE).- O presidente do Deutsche Bank, Josef Ackermann, reiterou hoje que não vai recorrer ao fundo de resgate financeiro do Governo alemão.

EFE |

"A partir da perspectiva atual, posso dizer que não recorreremos a ele porque somos fortes", disse hoje Ackermann em entrevista à rede de televisão pública alemã "ZDF".

Ackermann, que recentemente recebeu duras críticas do Governo por ter dito que se "envergonharia" se tivesse que recorrer às ajudas estatais, reiterou hoje que sua entidade não buscará dinheiro nesse fundo porque, apesar da crise, alcançou lucros.

Apesar de tudo, o banqueiro, que participou da montagem do pacote de resgate de perto de US$ 500 bilhões, elogiou o Governo de Angela Merkel por ter reagido com rapidez perante a crise.

"Necessitamos de um sistema financeiro estável e os bancos que estão em situação mais frágil precisam de ajuda o mais rápido possível", assinalou.

Em sua mensagem de vídeo semanal divulgada no sábado, Merkel emprazou novamente os bancos privados a utilizar o pacote de resgate.

A imensa maioria dos bancos evitou até agora recorrer aos US$ 400 bilhões de avais públicos ou aos 80 bilhões de euros de injeções de capital, por temor de ver danificada sua reputação ou para evitar que o Estado tenha voz na política empresarial. EFE ih/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG