Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Deutsche Bank apura lucro trimestral menor e vê condições desafiadoras

SÃO PAULO - O Deutsche Bank encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de 414 milhões de euros, menor do que o 1,631 bilhão de euros registrados em igual intervalo do ano anterior. O lucro líquido atribuído aos acionistas da instituição foi de 435 milhões de euros, 73% abaixo do 1,622 bilhão de euros somados nos três meses encerrados em setembro de 2007.

Valor Online |

O banco foi beneficiado por um ganho fiscal e uma mudança nas regras contábeis para contabilizar depreciações no valor de ativos arriscados.

"O terceiro trimestre de 2008 foi caracterizado pela intensificação considerável da crise de crédito em setembro. As condições nos mercados de crédito, já muito difíceis, se deterioraram mais e a liquidez no sistema financeiro tornou-se mais escassa do que em qualquer momento da crise", recordou o presidente do Conselho de Administração do banco, Josef Ackermann.

Ele lembrou que as condições adversas de setembro se prolongaram para o mês seguinte e, em resposta, governos e bancos centrais fizeram intervenções sem precedentes para recapitalizar bancos, oferecer ou melhorar a proteção para os depósitos bancários e estimular o empréstimo interbancário, bem como comprar ativos ruins.

As receitas líquidas no trimestre situaram-se em 4,4 bilhões de euros e houve depreciação de 1,2 bilhão de euros no valor de empréstimos alavancados e compromissos de empréstimos, títulos lastreados em hipotecas e outros ativos. Um ano antes, a receita somou 5,1 bilhões de euros e foi verificada redução no valor de ativos de 2,2 bilhões de euros.

Para Ackermann, as perspectivas de curto prazo permanecem desafiadoras.

As informações são do próprio Deutsche Bank e agências internacionais.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG