Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Deterioração em NY leva Ibovespa a cair mais de 4%

A Bovespa não apenas reverteu o sinal de alta sustentado por toda a manhã como renovou mínimas de baixa nesta tarde, alinhada com a deterioração das bolsas nos Estados Unidos. Após subir 4,89%, na máxima da manhã, o Ibovespa recuava 4,56%, na mínima de 36.

Agência Estado |

832 pontos, às 16h50. Em Nova York, os índices acionários mostravam oscilação desde cedo, mas firmaram perdas expressivas a menos de uma hora do fechamento: o Dow Jones cedia 6,68%, o S&P-500 caía 7,23% e o Nasdaq Composite perdia 5,79%.

De acordo com participantes do mercado local, a mudança do "humor" não tem nenhum evento específico. "É mais do mesmo", resumiu o economista-chefe de uma corretora em São Paulo. "Não é a primeira vez que a Bolsa ensaia uma recuperação, mas não tem fôlego para levá-la até o final. Não tem comprador. O mercado não tem sustentação", acrescentou. "Apesar da série de medidas já anunciadas, os investidores continuam receosos com a questão do crédito", acrescentou outro profissional do setor financeiro.

A queda do índice Dow Jones o levou para abaixo dos 9 mil pontos pela primeira vez desde o final de agosto de 2003. O S&P-500 oscila abaixo dos 970 pontos, nível que também não era visto desde agosto de 2003.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG