Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desinformação marca o primeiro dia do novo serviço do INSS

Brasília - O primeiro dia de funcionamento do novo sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que concede aposentadoria por idade em apenas 30 minutos, foi marcado por intenso movimento, nas agências, de pessoas em busca de orientação. De acordo com informações da TV Brasil, muitas pessoas não tiveram acesso a essas informações e o sistema de informática chagou a ficar fora do ar nesta segunda-feira por aproximadamente uma hora.

Redação com Agência Brasil |

O novo sistema começou a valer no último dia 31, quando foi publicado no Diário Oficial da União o Decreto 6722/08, que alterou o Regulamento da Previdência Social e possibilitou o reconhecimento automático de direitos. A análise de benefícios levará em consideração os dados referentes a vínculos e contribuições existentes no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Quando o trabalhador requerer a aposentadoria por idade, o servidor do INSS emitirá um extrato com todas as informações de sua vida de trabalho que constarem do cadastro.

Segundo o Ministério da Previdência Social, em março, será possível conceder pelo mesmo sistema aposentadoria por tempo de contribuição para trabalhadores urbanos e, em julho, a concessão de aposentadoria por idade para trabalhadores rurais.

Para o trabalhador da área urbana se aposentar por idade é preciso ter 65 anos (homem) e 60 anos (mulher) e, pelo menos, 180 contribuições, o equivalente a 15 anos de trabalho.

Todas as contribuições e vínculos empregatícios serão considerados para o cálculo do benefício. Se o trabalhador notar a existência de lacunas no seu cadastro, poderá solicitar a inclusão de dados, mas terá que comprovar sua legalidade por meio de documentos.

Segundo a legislação previdenciária, o valor da aposentadoria por idade corresponde a 70% do salário de benefício, acrescidos em 1% para cada grupo de 12 contribuições mensais até completar 100% do salário de benefício. Assim, se o trabalhador notar que, mesmo tendo o tempo mínimo para se aposentar, há vínculos empregatícios que não estão no CNIS, será necessário solicitar a inclusão dessas informações.

Leia mais sobre: aposentadoria

Leia tudo sobre: inss

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG