Madri, 2 out (EFE).- O desemprego na Espanha subiu em 95.

367 pessoas em setembro, e o número total de pessoas sem trabalho chegou a 2.625.368, o maior índice desde maio de 1997, informou hoje o Ministério do Trabalho e Imigração espanhol.

Esta foi a sexta alta consecutiva do desemprego, e representa um aumento de 3,77% em relação ao mês anterior.

Desde agosto de 2007, 608.005 pessoas ficaram sem trabalho no país, uma alta de 30,14%, segundo o Ministério.

Em setembro, o desemprego subiu em todos os setores na Espanha, especialmente nos serviços, com 56.897 pessoas a amais sem trabalho, uma alta de 3,89%.

Já a construção perdeu 14.241 postos de trabalho, uma alta de 3,32%, e na indústria 7.002 ficaram desempregadas, o que representa uma alta de 2,17%. EFE lgp/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.