Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desemprego se mantém estável na eurozona e na UE em julho

Bruxelas - O desemprego na eurozona se manteve estável em 7,3% em julho, e em 6,8% no conjunto da União Européia (UE), sem mudanças com relação a junho, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira pelo Eurostat, o escritório de estatísticas comunitário.

EFE |

Um ano antes, o desemprego subia para 7,4% nos países da moeda única e a 7,1% nos 27 Estados-membro do bloco.

Segundo os cálculos do Eurostat, em julho havia 16,29 milhões de homens e mulheres desempregados na UE, dos quais 11,37 milhões estavam na zona do euro.

A Espanha, com uma taxa de 11,0% (três décimos a mais que em junho), é o Estado-membro com mais desemprego no bloco.

Do outro lado está a Dinamarca, com 2,3%, e a Holanda, com 2,6%.

Dos 27 Estados-membros, em 20 o desemprego caiu nos últimos doze meses, em seis subiu e em um se manteve estável.

As maiores quedas do desemprego foram registradas na Polônia (de 9,5% a 6,8%) e na Dinamarca (de 4,1% a 2,3%).

As principais altas aconteceram na Espanha (de 8,2% a 11,0%) e na Irlanda (de 4,6% a 5,9%).

Leia mais sobre emprego

Leia tudo sobre: emprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG