BRASÍLIA - Pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), revela que o índice de avaliação do cidadão (IC) caiu de 54,3% em setembro de 2008 para 49,2% em dezembro. A variável emprego puxou a queda com sua expectativa reduzida para 28,1% contra 16,9% da pesquisa anterior.

O IC é calculado a partir da avaliação de cinco variáveis socioeconômicas: emprego, renda, saúde, educação e segurança pública.

Para os próximos seis meses, o índice também caiu de 73,8% em setembro para 66,6%. O emprego mais uma vez puxou o aumento da desconfiança, uma vez que 24,4% dos entrevistados acham que haverá menos postos de trabalho no País.

Ainda assim, segundo a pesquisa, 65,4% acreditam que 2009 será um ano melhor que 2008, enquanto 12,8% estão pessimistas para o próximo ano e 17,7% acham que ele será igual.

Já para 27,7% dos entrevistados, a economia crescerá muito em 2009. Outros 43,5% apontam que ela (economia)  terá um pequeno crescimento. Apenas 19,7% das pessoas acham que a produção de riquezas do país ficará estável.


Viagens

Apesar da crise mundial, 22,8% dos entrevistados informaram que irão viajar nas férias deste ano. Em 2004, quando foi feita a mesma pergunta, 16% afirmaram que iriam viajar. As viagens de avião apresentaram maior alta entre as opções do questionário, passando de 3,4%, em 2004, para 7,2% em dezembro de 2008.

Dos brasileiros que disseram estar de malas prontas neste final de ano, 50% irão de carro, 38,6% de ônibus e 1,3% de trem. Em 2004, os números apurados foram: 46,8% (carro), 46,6% (ônibus) e 1,7% (trem).

Também cresceu o número de pessoas que ficarão hospedadas em hotéis durante as férias, serão 23,9% dos entrevistados. Em 2004, este percentual foi de 11%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.