Londres, 12 mai (EFE).- O desemprego no Reino Unido aumentou em 53 mil pessoas entre janeiro e março, situando-se em 2,51 milhões de desempregados, o maior número desde 1994, pelos dados divulgados hoje pelo escritório nacional de estatísticas (ONS, na sigla em inglês).

Londres, 12 mai (EFE).- O desemprego no Reino Unido aumentou em 53 mil pessoas entre janeiro e março, situando-se em 2,51 milhões de desempregados, o maior número desde 1994, pelos dados divulgados hoje pelo escritório nacional de estatísticas (ONS, na sigla em inglês). Conforme a entidade, o número, que compreende os desempregados que se beneficiam do seguro desemprego e os que não, equivale a 8% da força de trabalho britânica. O número de pessoas que recebem o seguro-desemprego desceu 27,1 mil pessoas em abril, passando para 1,52 milhão, indicou o escritório de estatísticas. A receita média dos trabalhadores subiu 4% no último ano até fim de março. O desemprego é particularmente importante entre os jovens de 16 e 24 anos, faixa etária em que houve um aumento de 18 mil pessoas, passando para 941 mil jovens, o maior número desde 1992. Estes dados foram divulgados no mesmo dia em que o primeiro-ministro do Reino Unido, o conservador David Cameron, começa a formar seu Governo em substituição ontem à noite ao trabalhista Gordon Brown. Cameron, que coloca fim a 13 anos de Governo trabalhista, chegou a um acordo de coalizão com os liberais-democratas, cujo líder, Nick Clegg, é o novo vice-primeiro-ministro. EFE vg/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.