Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desemprego na Grécia tem a maior alta em 11 anos

ATENAS - O desemprego na Grécia teve a maior alta em pelo menos 11 anos, ressaltando as dificuldades que Atenas enfrenta para reduzir o déficit orçamentário, enquanto os cortes de gastos do governo ameaçam prejudicar ainda mais a economia já em contração. A taxa de desemprego grega subiu para 10,3% no último trimestre de 2009, de 7,9% no ano anterior.

Reuters |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561819850&_c_=MiGComponente_C

Foi o maior nível de desemprego desde o primeiro trimestre de 2005, e a maior variação na base anual desde que a série de dados trimestrais começou, em 1998, indicando que o ritmo em que as pessoas estão perdendo seus empregos está acelerando.

O número de pessoas desempregadas na Grécia é de cerca de 514 mil pessoas, 31% a mais que há um ano.

A taxa de desemprego média nos 16 países da zona do euro ficou estável em 9,9% em janeiro, enquanto a Grã-Bretanha, um dos países europeus mais atingidos pela crise financeira global, registrou uma surpreendente queda no desemprego em fevereiro.

Leia também:

 

Leia mais sobre: Grécia

Leia tudo sobre: crisegréciazona do euro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG