Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desemprego na Espanha chega a 14%, maior patamar em 9 anos

MADRI (Reuters) - A taxa de desemprego na Espanha, que já é a mais alta da União Europeia, saltou para aproximadamente 14 por cento, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira que salientam a velocidade com que a economia do país ruma para a recessão. O boom econômico espanhol, que durou uma década, precisou de apenas um ano para entrar em colapso, começando pelo setor de moradias e depois se espalhando com rapidez para outros setores importantes da economia do país, como serviços e de turismo.

Reuters |

No quarto trimestre, o desemprego na Espanha subiu para 13,9 por cento, ou 3,2 milhões de pessoas, maior nível em 9 anos e acima da estimativa de 13 por cento apurada em pesquisa da Reuters.

O contigente de pessoas desempregadas aumentou em aproximadamente 1,3 milhão no final de 2008 em comparação com um ano antes.

"Não é uma surpresa muito grande após a bolha da construção ter estourado. Nós estamos extremamente preocupados quanto à Espanha, nós somos provavelmente os mais pessimistas, no contexto europeu, quanto a essa economia", disse Sunil Kapadia, economista do UBS.

O número de famílias sem nenhuma pessoa empregada aumentou para 827.200 no quarto trimestre, ante 638.100 no terceiro trimestre.

(Reportagem de Paul Day e Andrew Hay)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG