Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desemprego na Espanha atinge 3,3 milhões de pessoas

MADRI - O número de desempregados na Espanha subiu 198.838 em janeiro, e agora está na marca recorde de 3.327.801 pessoas, informou na terça-feira o Ministério do Trabalho e Imigração. Desde janeiro de 2008, o desemprego subiu 47,12%, enquanto de dezembro do ano passado a janeiro deste ano teve alta de 6,35% no país.

Agência Estado |


Entre os trabalhadores estrangeiros, o desemprego aumentou 9,38%, para 449.505 pessoas sem emprego. Em relação a janeiro de 2008, o número de desempregados estrangeiros aumentou 86,74%.

Em janeiro, o desemprego cresceu em todos os setores produtivos, especialmente nos serviços, com 136.610 novos desocupados (alta de 7,69%), seguido da indústria, com 31.276 (7,82%), da construção, com 17.175 (2,91%), e da agricultura, com 5.538 (5,46%). Soma-se a esses números, o grupo que já estava desempregado, de 8.239 pessoas (alta de 3,16%).

Os pedidos de auxílio-desemprego na Espanha subiram 47% em janeiro na comparação com janeiro do ano passado e cresceram 6,4% na comparação com o mês anterior, uma vez que a economia rapidamente se deteriorou depois do colapso do boom de construção, que durou uma década. Segundo dados do Ministério do Trabalho espanhol, mais de 198.838 pessoas entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego à agência estatal de emprego em janeiro.

No fim do mês passado, o Banco Central da Espanha confirmou que o país estava oficialmente em recessão, a primeira em 16 anos. A Espanha é a quinta maior economia da Europa e, nos últimos anos, vinha apresentando taxas de crescimento bem acima da média europeia. As informações são de agências internacionais e do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia tudo sobre: desemprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG