SÃO PAULO - O aumento do desemprego voltou a direcionar os mercados acionários de Nova York no último pregão da semana, levando as bolsas a uma nova queda. O fechamento de quase 2,6 milhões de empregos em 2008 nos Estados Unidos causou forte impacto nos investidores, sobretudo o fato de pouco mais de 500 mil terem sido perdidos só em dezembro, perfazendo 1,5 milhão no último trimestre.

O Dow Jones encerrou com baixa de 1,64%, aos 8.599 pontos. O Standard & Poor´s 500 declinou 2,13%, para 890 pontos. O eletrônico Nasdaq fechou aos 1.571 pontos, com recuo de 2,81%
Dados divulgados hoje pelo Departamento do Trabalho dos EUA mostraram fechamento de 524 mil empregos em dezembro, resultando em uma taxa de desemprego de 7,2% no período, a pior em 16 anos.

Para os investidores, os números confirmaram as expectativas, que já eram ruins. Mas mesmo assim, a reação pessimista aos dados recentes tem sido inevitável. Além disso, as varejistas nesta semana reviram previsões de receita após um natal fraco. Foi o caso da Wal-Mart ontem.

Conjugando todas as variáveis, inclusive a de queda do consumo de petróleo e derivados evidenciada pelo aumento dos estoques, a análise é de que a retração da economia é forte e ainda não diminuiu. Confirma essa análise o fato de o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, estar reforçando apelos ao congresso norte-americano para que seja aprovado com rapidez, pelo menos até o fim deste mês, o plano de incentivo econômico, estimado em US$ 775 bilhões, que prevê redução de impostos da ordem de US$ 300 bilhões. Hoje Obama voltou a frisar essa necessidade.

Entre as perdas mais relevantes do dia, as ações da Alcoa caíram 4,84% (US$ 10,81) e as do Citigroup cederam 5,73% (US$ 6,75). As ações da ConocoPhilips fecharam com recuo de 3,7% (US$ 51,99), mesmo movimento apresentado pela Chevron, com perda de 1,91% (US$ 72,82)
A notícia de que a Boeing vai fechar cerca de 4,5 mil postos de trabalho neste ano também resultou em baixa de 0,76% das ações (US$ 44,45) da empresa. O total de demissões representa 7% da força de trabalho da área de aviação comercial da companhia. No setor de tecnologia, destaque para a baixa de 4,79% das ações da Cisco Systems (US$ 16,70) e de 2,29% nos papéis da Apple (US$ 90,58).

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.