Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Desemprego atinge 8% em dezembro na zona do euro

A taxa de desemprego da zona do euro aumentou para 8% em dezembro de 2008, de uma taxa revisada de 7,9% em novembro. A taxa de dezembro é a maior desde novembro de 2006, informou a Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia (UE).

Agência Estado |

Em dezembro de 2007, a taxa de desemprego em todos os países da União Europeia era de 7,2%. A zona do euro compreende apenas os países quem utilizam o euro como moeda.

No ano passado, o desemprego teve um crescimento gradual entre os países do bloco por conta da crise de crédito e pela diminuição da demanda em seus principais clientes internacionais.

A maior taxa de desemprego em dezembro foi registrada na Espanha, 14,4%. Em segundo lugar vem a Letônia, com 10,4%, informou a Eurostat. As menores taxas foram registradas na Holanda (2,7%) e na Áustria (3,9%). Na Alemanha, maior economia da zona do euro, a taxa de desemprego subiu a 7,2% no último mês de 2008, de 7,1% em novembro.

Inflação

A inflação na zona do euro desacelerou para seu menor nível em quase uma década em janeiro, segundo dados preliminares divulgados pela Eurostat. O índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 1,1% em janeiro ante janeiro do ano passado, após alta de 1,6% em dezembro na base anual.

Trata-se da menor taxa de inflação desde julho de 1999. Vale lembrar que em julho do ano passado, a taxa de inflação em base anual estava em 4%. Dada a queda acelerada da taxa, analistas veem risco cada vez maior de que a zona do euro irá experimentar um período de deflação este ano. Nessa estimativa preliminar da inflação, a Eurostat não fornece os detalhes de preços para diferentes bens e serviços. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG