Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nos últimos 12 meses encerrados em julho somaram R$ 79,1 bilhões, aumento de 30%. Segundo o banco, estes números reforçam o cenário de sustentação do crescimento da economia.

As aprovações em 12 meses foram de R$ 108 bilhões, com expansão de 16%. Segundo nota divulgada nesta quinta-feira, os projetos enquadrados no banco, ainda sujeitos à aprovação, totalizaram R$ 133,2 bilhões em 12 meses - aumento de 21% - e as consultas para novos investimentos atingiram R$ 155 bilhões no período, elevação de 26%. 

O banco de fomento afimou que as maiores demandas continuam lideradas pelos segmentos de infra-estrutura e da indústria. Nos últimos 12 meses, os desembolsos para infra-estrutura somaram R$ 32,6 bilhões (representando 41% do total liberado no período) e para indústria R$ 30,2 bilhões (38% do total). As aprovações, no período, atingiram R$ 45,6 bilhões em infra-estrutura (crescimento de 36%) e R$ 46 bilhões para a indústria (alta de 4%).

Os financiamentos liberados para o setor de infra-estrutura cresceram 74% entre agosto de 2007 e julho de 2008, liderados pelo crescimento dos desembolsos para transporte terrestre (R$ 14,8 bilhões, alta de 68%) e energia elétrica (R$ 7,8 bilhões, alta de 92%). "Os recentes investimentos em infra-estrutura tendem a estimular aportes em novos projetos na economia, especialmente na indústria", diz o documento.

2008

No acumulado de janeiro a julho, os desembolsos do BNDES totalizaram R$ 45,46 bilhões, com aumento de 46% ante igual período do ano passado, divulgou hoje o banco de fomento. No mesmo período, as aprovações somaram R$ 58,99 bilhões, com expansão de 19% na comparação com janeiro a julho de 2007.

Segundo o documento do BNDES, a expansão dos investimentos industriais fica clara quando se analisa o resultado dos sete primeiros meses de 2008. Os projetos destinados à indústria receberam R$ 18,5 bilhões - crescimento de 26% ante igual período do ano anterior - e a infra-estrutura R$ 17,2 bilhões - aumento de 68%.

Para a indústria foram aprovados R$ 30,1 bilhões, entre janeiro e julho de 2008, alta de 35% em relação ao mesmo período de 2007. As aprovações para infra-estrutura somaram R$ 18,5 bilhões, mantendo-se estável na mesma base de comparação. Segundo o banco, a expansão da demanda por parte da indústria ocorreu, especialmente, nos setores de alimentos e bebidas, extrativa, química e petroquímica e têxtil e vestuário.

JULHO

De acordo com o BNDES, em julho os desembolsos somaram R$ 6,9 bilhões, com aumento de 18% ante junho - R$ 5,8 bilhões. As aprovações totalizaram R$ 7,16 bilhões no mês, com queda de 17,9% ante junho - R$ 8,7 bilhões.

Leia mais sobre aportes do BNDES

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.