SÃO PAULO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou hoje que realizou desembolsos de R$ 143,3 bilhões nos últimos doze meses, encerrados em fevereiro. O montante corresponde a uma alta de 53% sobre igual período do calendário anterior.

Segundo o banco, nessa mesma base de comparação, as aprovações de empréstimos subiram 39%, para R$ 169,1 bilhões, enquanto as consultas por financiamentos avançaram 37%, chegando a R$ 229 bilhões.

O BNDES diz, no entanto, que tem a perspectiva de fechar o ano com liberações inferiores às registradas em 2009, de R$ 137,4 bilhões, cujo resultado foi puxado por medidas anticrise.

Só no mês passado, o banco desembolsou R$ 8,3 bilhões, alta de 66% na comparação com o mesmo mês de 2009. Já em janeiro, os desembolsos foram da ordem de R$ 7,7 bilhões, marcando incremento de 74% na comparação anual.

Dos R$ 16 bilhões liberados no primeiro bimestre, 33% foram para a indústria, sendo os maiores volumes aos setores de alimento e bebida, têxtil e vestuário e mecânica.

Por sua vez, o setor de infraestrutura teve uma fatia de 35% dos desembolsos, enquanto o setor de comércio e serviços ficou com uma parcela de 21%.

(Eduardo Laguna | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.