Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Deputados americanos votam contra pacote de resgate de US$ 700 bi

SÃO PAULO - O plano de US$ 700 bilhões proposto pelo governo Bush para resgatar o sistema financeiro americano da crise foi rejeitado na votação pelos deputados. O placar foi de 205 votos a favor e 228 contra a iniciativa que previa permissão para o Tesouro comprar títulos podres hoje em poder dos bancos.

Redação com agências |

 

    Acordo Ortográfico

    Com isso, não há mais negociação e um novo projeto deve ser apresentado. As lideranças republicanas devem se reunir para decidir o que será feito.

    A derrota ocorreu apesar dos líderes da Câmara terem mantido a votação aberta além do limite de tempo de 15 minutos, com os defensores do plano incapazes de convencer um número suficiente de deputados de ambos os partidos a mudarem seus votos contrários.

    A derrota é um importante revés para a administração Bush, especificamente o Departamento do Tesouro, assim como para os legisladores que trabalharam durante a última semana para viabilizar o pacote, concebido como resultado do colapso do Lehman Brothers Holdings Inc, socorro do governo para a gigante American International Group Inc (AIG) e tomada do controle das agências hipotecária Fannie Mae e Freddie Mac.

    A apuração preliminar tinha apontado 226 votos contrários à proposta e 207 favoráveis. Depois disso, os líderes partidários tiveram tempo para convencer outros congressistas a mudar de opinião. Apenas dois mudaram, e passaram do voto favorável para o contrário.

    A maior parte dos votos contra o pacote partiu do Partido Republicano, o mesmo do presidente George W. Bush, que está em final de mandato.

    Declaração de Bush

    O presidente George W. Bush está muito decepcionado com a derrota do plano de resgate financeiro sofrida na votação desta segunda-feira na câmara de deputados e pediu a seus assessores que avaliem os próximos passos a serem dados, informou a Casa Branca.

    O presidente norte-americano também afirmou que vai atacar "frontalmente" a crise com ajuda de seus conselheiros econômicos.

    "Obviamente estamos muito desapontados com o resultado desta tarde", afirmou Tony Fratto à imprensa depois que o projeto foi rejeitado.

    (Com informações do Valor Online, Agência Estado e AFP)

    Mais notícias

     

    Serviço 

     

    Para saber mais

     

    Opinião



    Leia mais sobre pacote econômico

    Leia tudo sobre: pacote econômico

    Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG