SÃO PAULO - O deputado federal Raul Jungmann (PPS-PE) protocolará um requerimento na Câmara até o final da semana para pedir à Casa Civil que preste contas das viagens e eventos com a participação do presidente Lula e da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). A medida é uma resposta da oposição à cartilha apresentada hoje pela Advocacia Geral da União (AGU), que permitirá a Dilma Rousseff estar presente em atos do governo até o registro da sua candidatura em junho. O pedido abrange os gastos dos últimos seis meses e assegura prazo de 30 dias para a ministra responder as questões. A oposição acusa Lula e Dilma de fazer campanha antecipada ao intensificar o número de inaugurações pelo país neste período com o objetivo de tornar a ministra mais conhecida.

Segundo Jungmann, os eventos envolvem até centenas de pessoas que recebem diárias para se deslocarem, além de gastos com palanque, som, decoração, acomodações e tudo que envolve logística.

"Nossa intenção é saber se o montante gasto nos eventos se justifica. Será que é realmente necessário o desembolso desse dinheiro em festas de inaugurações e lançamentos de pedras fundamentais?", questionou o deputado em nota.

(Fernando Taquari | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.