RIO - A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro cassou ontem o mandato do deputado Álvaro Lins (PMDB) por 36 votos favoráveis e 24 contrários.

O deputado está sendo acusado na Justiça Federal de envolvimento com a máfia dos caça-níqueis quando era chefe da Polícia Civil do estado, no governo de Rosinha Matheus.

Álvaro Lins responde pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, facilitação de contrabando e formação de quadrilha armada, juntamente com o também ex-chefe da Polícia Civil Ricardo Hallack e outros seis policiais civis.

O deputado foi preso pela Polícia Federal no dia 29 de maio e foi solto no dia seguinte por decisão da Alerj, que considerou sua prisão ilegal.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.