Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Depois de quatro dias de queda, dólar sobe 2,75% e fecha a R$ 2,24

SÃO PAULO - Depois de quatro dias seguidos de baixa, que resultaram em desvalorização acumulada de 9,7%, o dólar passou por um repique técnico ante o real, apoiado no ambiente externo de menor otimismo e maior aversão ao risco. Operando em alta desde o começo dos negócios, o dólar comercial fechou a quarta-feira com valorização de 2,75%, negociado a R$ 2,238 na compra e R$ 2,24 na venda.

Valor Online |

Na roda de " pronto " da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), a divisa também subiu 2,75%, fechando a R$ 2,24. O giro financeiro somou US$ 98,75 milhões, menos da metade do observado ontem.

Segundo o gerente de câmbio da TOV Corretora, Reginaldo Siaca, depois de uma seqüência de baixa em meio a notícias de fluxo positivo de recursos seria natural uma correção de preço na moeda norte-americana.

O especialista ressalta, no entanto, que ainda não é possível afirmar quanto dinheiro entrou no mercado neste começo de ano, e exemplifica que o investidor que trouxe dólar e comprou ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou um ganho de cerca de 20% nos últimos três dias. Vale lembrar que o investidor externo, nesse caso, ganha na conversão da moeda e com a valorização das ações.

Siaca também aponta que a depreciação da moeda foi muito acentuada. Ontem, o dólar chegou a R$ 2,16 na mínima do dia, enquanto o consenso de mercado aponta para taxa de câmbio próxima a esse patamar apenas no final do ano.

Segundo o especialista, há certa melhora de humor com os planos de estímulo econômico que são anunciados ao redor do mundo, mas ainda é cedo para afirmar que o cenário está melhor. " É cedo para dizer se vai dar certo, mas sinalização é de que os governos estão empenhados. "
Ainda hoje, os agentes receberam os dados sobre o fluxo comercial em dezembro. Segundo o Banco Central, a saída de dólares superou a entrada em US$ 6,37 bilhões. Em igual período do ano passado, o resultado foi positivo em R$ 5,37 bilhões. Com isso, o fluxo cambial fechou 2008 negativo em US$ 983 milhões.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG