Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Democratas pedem a Governo para estender pacote de ajuda a automobilísticas

Washington, 8 nov (EFE) - Os líderes democratas das duas Câmaras do Congresso dos Estados Unidos pediram hoje ao Governo que amplie o plano de resgate econômico de US$ 700 milhões para incluir o setor automobilístico.

EFE |

A presidente da Câmara de Representantes, Nancy Pelosi e o líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, enviaram uma carta ao Secretário do Tesouro, Henry Paulson, com este pedido, dois dias após se reunir separadamente com executivos de General Motors (GM), Ford e Chrysler e dirigentes sindicais.

Na mensagem, informaram a Paulson que a Administração deveria considerar a possibilidade de ampliar os US$ 700 milhões do plano de resgate para incluir as empresas do setor.

"A saúde do setor do automóvel é essencial para devolver a estabilidade ao mercado financeiro, para a saúde de nossa economia", asseguraram.

Os dois temem que a ameaça de uma recessão econômica e a crise financeira que afeta os mercados americanos coloquem ainda mais em risco a indústria interna do automóvel, a qual qualificaram como "o coração de nosso setor manufatureiro", e seus trabalhadores.

Na sexta-feira, a GM revelou que a situação da empresa é crítica ao informar que sua liquidez diminuiu em US$ 6,9 bilhões, enquanto a Ford reconheceu que suas perdas globais no terceiro trimestre deste ano chegaram a US$ 129 milhões.

O presidente eleito, Barack Obama, se comprometeu a auxiliar o setor do automóvel, "espinha dorsal da indústria americana e uma parte crítica de nossa tentativa de reduzir a dependência do petróleo estrangeiro", disse.

Na primeira entrevista coletiva concedida após ser eleito presidente, Obama anunciou que uma das máximas prioridades de sua equipe de transição é ajudar o setor do automóvel para que "se ajuste, combata a crise financeira e tenha sucesso na hora de produzir nos Estados Unidos carros de consumo reduzido", afirmou.

EFE elv/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG