A fabricante de máquinas agrícolas John Deere divulgou hoje que irá contratar cerca de 250 funcionários em sua unidade de Horizontina, no noroeste do Rio Grande do Sul, entre os meses de abril e maio para atuar em vários setores da linha de produção. Conforme a empresa, a medida decorre de aumento da demanda gerada por fatores como a boa safra agrícola e a prorrogação do Programa de Sustentação do Investimento - que foi estendido até dezembro.

A fabricante de máquinas agrícolas John Deere divulgou hoje que irá contratar cerca de 250 funcionários em sua unidade de Horizontina, no noroeste do Rio Grande do Sul, entre os meses de abril e maio para atuar em vários setores da linha de produção. Conforme a empresa, a medida decorre de aumento da demanda gerada por fatores como a boa safra agrícola e a prorrogação do Programa de Sustentação do Investimento - que foi estendido até dezembro. "Neste cenário favorável, aliado aos incentivos do governo, o mercado está dando sinais positivos de que tende a evoluir cada vez mais", disse Alfredo Miguel Neto, diretor de assuntos corporativos da John Deere para América do Sul, em comunicado da empresa. De acordo com a John Deere, as contratações também refletem o desempenho do mercado no primeiro bimestre, quando houve aumento de 47,4% nas vendas de máquinas agrícolas no mercado interno, para 9,9 mil unidades. A John Deere tem duas unidades no Rio Grande do Sul, em Horizontina e Montenegro. Na primeira, são feitas colheitadeiras e plantadeiras, enquanto a de Montenegro fabrica tratores. No ano passado, a empresa chegou a adotar férias coletivas em Horizontina, por causa dos efeitos da crise financeira sobre a demanda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.