Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Demanda empresarial por crédito sobe 11% em fevereiro

A demanda das empresas por crédito registrou forte alta em fevereiro, o quarto salto consecutivo, e atingiu a maior taxa de crescimento dos últimos 17 meses. Divulgado nesta quarta-feira, o Indicador de Demanda das Empresas por Crédito, calculado todos os meses pela empresa de análise de crédito Serasa Experian, aponta elevação de 11,4% em fevereiro ante mesmo o período do ano passado, época de agravamento dos reflexos da crise financeira mundial.

Agência Estado |

A alta é a maior desde setembro de 2008, quando o indicador subiu 12,6% em relação ao mesmo mês de 2007. Na comparação mensal, por sua vez, houve recuo de 3,6% na demanda por crédito em fevereiro, na relação com janeiro.

De acordo com a pesquisa, a alta de 11,4% foi puxada pelas empresas de grande porte, que registraram aumento de 15,7% O segmento foi o único que apresentou variação positiva inclusive na comparação mensal (0,7%). As micro e pequenas empresas também apresentaram alta substancial no mês passado, de 12,7%. Os economistas da Serasa observam que esses negócios têm o mercado interno, em atual expansão, como principal polo dinâmico. "O crescimento da demanda por crédito das micros e pequenas empresas em 2010 deverá ser bastante favorável", estimam.

Apenas as médias empresas registraram queda anual na procura por crédito, de -0,6% ante fevereiro de 2008. Os economistas da Serasa atribuem a baixa a desdobramentos da recessão mundial que ainda persistem nesse segmento. "Muito provavelmente por sentirem um cenário internacional ainda dominado pelo baixo dinamismo econômico", afirmam.

A Serasa ainda aponta que todas as regiões do País apresentaram altas em fevereiro. O maior resultado foi observado no Centro-Oeste, com variação de 15,7%, ao passo que a menor alta ficou por conta da Região Sul: 9,2%. "As boas perspectivas para a colheita da safra de soja deste ano na região Centro-Oeste estão favorecendo o aumento da procura por crédito naquela região neste início de ano", explicam os economistas da empresa.

O indicador de demanda por crédito é feito com base na Amostra de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) de cerca de 1,2 milhão de empresas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG