Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Delta Air Lines dobra taxa cobrada sobre segunda mala despachada

SÃO PAULO - A Delta Air Lines vai dobrar o valor cobrado pela segunda mala despachada por passageiros domésticos. A medida, afirma a companhia aérea, é necessária para contrapor o aumento de entre 70% e 80% nos preços do combustível de aviação desde o ano passado.

Valor Online |

O aumento, de US$ 25 para US$ 50, passa a valer para passagens vendidas a partir de amanhã (31/7) em viagens a partir do próximo dia 5 de agosto. Nos vôos internacionais, os passageiros têm franquia liberada para até duas malas.

Segundo a Delta, com o aumento continuado no custo dos combustíveis, a revisão da estrutura de taxas para excesso de bagagens e itens especiais é uma medida essencial para gerar a receita necessária para contrapor os altos preços do petróleo, mantendo o nível de serviço aos passageiros.

Além do aumento na taxa sobre a segunda mala em vôos domésticos, a Delta anunciou que irá elevar os valores cobrados sobre itens especiais de bagagem, como pranchas de surfe e esquis, tanto em rotas nacionais como internacionais. Cada tipo de item especial terá seu valor específico revisto, mas a companhia não indicou o índice médio de reajuste.

Os passageiros de primeira classe e classe executiva estão isentos das taxas sobre as primeiras três malas despachadas.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG